Pós-graduação - Clique e saiba mais! CONBRAT 2013 - Leia os Anais 2013
 

Eric Berne e a AT


A Análise Transacional é um método psicológico criado por Eric Berne, psiquiatra canadense, em 1958. Aqui estão algumas de suas idéias chave. A referencia bibliográfica utilizada tem como base a Associação Internacional de Análise Transacional (ITAA), da qual Eric Berne foi o primeiro presidente.

EGO - Eric Berne considerou o Ego como um sistema formado por instâncias psíquicas: exteropsique, (Pai), neopsique (Adulto) e arquipsique (Criança), cada qual com seu conjunto de pensamentos, sentimentos e comportamentos com os quais interagimos com outras pessoas. Os estados de ego Pai, Adulto e Criança, e a interação entre eles, formam a base da teoria da Análise Transacional. Esses conceitos são utilizados em muitas áreas da psicoterapia, educação, consultoria, e quaisquer profissões que lidem com pessoas e grupos.

TRANSAÇÕES - As transações se referem a comunicação entre as pessoas. A Análise Transacional ensina a reconhecer qual o estado de ego que está operando no início da transação, e qual estado de ego do interlocutor responde, de tal modo que se consegue intervir interrompendo uma conversa desgastante, e desenvolvendo a qualidade e eficácia da comunicação.

RECONHECIMENTO - As pessoas necessitam serem reconhecidas pelo que são e pelo que fazem. A este reconhecimento damos o nome de Carícias, que são unidades de reconhecimento interpessoal necessárias para a sobrevivência e o desenvolvimento. Entender como pessoas dão e recebem carícias e mudar seus padrões de reconhecimento, são aspectos fortes do trabalho em Análise Transacional.

JOGOS PSICOLÓGICOS - Berne definiu certos padrões disfuncionais de comportamento como jogos. São transações repetitivas, instaladas com o objetivo de obter carícias. Diríamos que a pessoa busca resolver necessidades do passado no ‘aqui e agora’. Estas transações repetitivas reforçam sentimentos e auto conceitos negativos, mascarando a expressão direta de sentimentos e pensamentos. Eric Berne nomeou estes jogos por nomes fáceis de serem entendidos, de tal modo que ao se nomear o jogo já se sabe o processo.

ROTEIRO DE VIDA - Eric Berne propõe que o comportamento disfuncional é o resultado de decisões auto limitantes tomadas na infância, devido as necessidades de entendimento da situação e de sobrevivência. Tais decisões culminam no que Berne chama ‘script ou roteiro’, o plano pré consciente de vida que governa os caminhos da pessoa. Mudar o roteiro de vida é o objetivo da Análise Transacional em trabalhos individuais e grupais.

EU ESTOU OK – VOCÊ ESTÁ OK - "I'm OK - You're OK" é provavelmente a mais conhecida das propostas da Análise Transacional - estabelece a posição que reconhece o valor e a capacidade de cada pessoa. Analistas transacionais ensinam às pessoas que são basicamente OK e portanto capazes de serem amados, aceitos, pensarem, e estabelecerem relacionamentos saudáveis em suas áreas de expressão. Esta forma de pensar vai contra qualquer exercício do poder, buscando-se desenvolver a auto estima e cooperação entre indivíduos e grupos.

CONTRATOS - A prática da Análise Transacional é baseada no contato mútuo de mudança. Os analistas transacionais consideram as pessoas capazes de decidir o que desejam para suas vidas, exceto nos casos de desautorização legal. A Análise Transacional tem como um de seus postulados que ambos são responsáveis pelo trabalho contratado, buscando eliminar a posição passiva do consultado e incentivar transações positivas.

Texto - NOELIZA LIMA (Vice presidente – 2001).

voltar